segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Feliz Natal

Os Bombeiros Voluntários de Salto, Comando Direção e Corpo Ativo, vêm desta forma desejar a todos os seus amigos um Santo Natal e um Feliz Ano Novo. Que esta quadra seja altura de renovação de energias, de paz e alegria.

 

Sem mais, votos de Boas Festas

terça-feira, 26 de maio de 2009

Avaliação do Curso de Instrução Inical de Bombeiros - Módulo I

Como estava previsto, no passado dia 16 de Maio de 2009, teve lugar o primeiro momento de avaliação do Curso de Instrução Inicial de Bombeiro - Módulo I - Introdução ao Serviço de Bombeiros. Após correcção do teste e feitas as contas, o saldo foi bastante positivo: todos os candidatos a bombeiros obtiveram nota positiva. PARABÉNS A TODOS !!!
Seguem-se os próximos módulos...
O Módulo II já arrancou no dia 23 - Com a vertente teórica de Equipamentos e Viaturas, e para o próximo Sábado, dia 30, pelas 14H00, está agendada a parte prática sobre esta temática, onde serão envolvidos todos os elementos deste CB, conforme o nosso Plano de Formação para 2009.

Portanto, aqui fica o aviso a todo o pessoal desta "guerra": Sábado, dia 30, pelas 14H00 - Instrução Inicial de Bombeiros e Formação Contínua.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

AVALIAÇÃO: MÓDULO I – Introdução ao Serviço de Bombeiros

No próximo dia 16 de Maio, pelas 21H00, irá ter lugar o primeiro momento de avaliação do Curso de Instrução Inicial de Bombeiro, o Módulo I (Introdução ao Serviço de Bombeiros), no Quartel dos BV de Salto, com vista à promoção de muitos Estagiários inscritos, à categoria de Bombeiros de 3ª classe.
Esperamos o maior sucesso nesta avaliação, para logo de seguida se passar aos próximos módulos... Força!

domingo, 19 de abril de 2009

NO RESCALDO DOS INCÊNDIOS DE MARÇO DE 2009

Não é novidade para ninguém que os incêndios florestais têm assolado violentamente todo o Norte de Portugal Continental, muito especialmente o concelho de Montalegre e muito concretamente, porque é isto que verdadeiramente nos incomoda, todo o Baixo Barroso, zona de intervenção geográfica dos B.V. de Salto.
Embora, e por diversas vezes, tenha sido convidado para tecer alguns comentários sobre esta triste efeméride, outras tantas vezes me recusei a fazê-lo, por várias razões:
1º - É um assunto triste demais para ser comentado e pouquíssimo se pode dizer sobre isso, até porque, as imagens resultantes desses tristes acontecimentos falam por si, dispensando qualquer tipo de comentário.
2º - Sou da opinião de que falar sobre coisas tão melindrosas como estas, se pode despertar mais mentes perversas para a continuidade destes crimes públicos.
Sim, crime… disse eu e muito bem!... Porque se é verdade que algumas ignições se devem a pura, mas néscia, negligência humana, a maior parte é provocada criminosamente por mentes maléficas, que para a maioria do comum dos mortais, é impossível alcançar.
Será tão difícil perceber que a vida na terra é impossível sem árvores, sem as florestas, sem os verdadeiros produtores de oxigénio indispensável a vida animal. E que a vida deles, dos seus filhos e, muito mais grave, a vida dos seus descendentes vindouros, não será possível se continuarem com estes procedimentos inconcebíveis, de destruição massiva das florestas. Enfim, enfim… “dói-me” muito falar sobre tudo isto. E, para não falarmos do triste cenário negro que fica depois de um incêndio. Não percebo como se porta a consciência de um criminoso, que depois de praticarem esses crimes e no lugar de magnificas florestas verdes, que parecem autênticas telas pintadas com as cores da vida e de esperança, deparam tão somente com aquele monstruoso e vasto manto negro, que apenas nos traz à memória encenações triste e de morte.
Mas hoje cá estou eu a dar duas de «treta» sobre tudo isto, e, até porque o pior penso que já passou e tenho a mente mais leve e calma. Mas a verdadeira razão que me levou a tecer este comentário, foi um muito triste episódio que eu próprio tive a infelicidade de ser o alvo.
Num dia qualquer, já depois de muitas noites sem dormir, muitos quilómetros nas pernas e muitas horas de “bastão” nas mãos, fomos chamados para um incêndio que já deflagrava muito perto de umas habitações, e como tal, merecia-nos cuidados muito especiais. Foi então que um cidadão anónimo se abeirou de mim, com conversa até bastante instruída, dando inclusive palpites com o que fazer aqueles malfeitores que tão impiedosamente destruíam as nossas florestas. Eu concordava com ele e a conversa foi avançando… às "duas por três", o tal cidadão virou-se para mim e disse com tom firme e muito senhor de si: - «mas ainda bem que arde alguma coisa… se não vocês também não ganhavam nada!..
Fiquei estupefacto!... Não queria crer no que estava a ouvir… pelo que lhe pedi para repetir e o senhor, sem qualquer rodeio, assim o fez: - «sim… sempre vão ganhando algum…»
Evidentemente que não ficou sem resposta! Mas o que mais me entristece e que muito nos ofende é o facto de sabermos que ainda existe muito boa gente a pensar que os Bombeiros Voluntários, sejam de Salto ou de qualquer parte do País, recebem alguma coisa quando são chamados para prestar socorro às populações, quer no combate a Incêndios, ou noutra qualquer missão de ajuda.
Caríssimos…
Este ano foi particularmente muito difícil para os Bombeiros. Começámos com o temporal de Janeiro, com muito chuva e ventos fortes, que derrubaram centenas de árvores e as prostraram para a estrada, sendo necessário retirá-las, para que trânsito afluísse normalmente, executando esse trabalho mesmo debaixo daquela medonha tempestade.
Depois veio a neve. Foi necessário rebocar quem ficou retido nas estradas, transportar pessoas e socorrer aldeias isoladas. Sempre a trabalhar debaixo de neve e frio intenso.
Ultimamente foram os Incêndios e o caos que todos conhecem. Foram três ou quatro semanas consecutivas de trabalho intenso. Dia e noite sem parar, sem tempo para descansar, nem sequer para dormir, atendendo a centenas de Incêndios.
E depois ainda recebemos estes agradecimentos… enfim… mas queremos acreditar que ainda existem pessoas de bem e que realmente reconhecem o nosso árduo trabalho. São esses que na verdade nos dão alento para continuar.
Por isso sei que não será fácil demover-nos. Não será fácil demover este magnífico grupo de trabalho, estes magníficos soldados da paz, que não regateiam esforço, dedicação, sacrifício e empenho, para cumprir exaustivamente as suas tarefas humanitárias, e, frise-se, graciosamente…
Agora, para vós, meus bravos bombeiros, estou muito orgulhoso de todos vós, os meus sinceros e públicos parabéns, porque realmente sois um magnífico grupo de trabalho. E acreditai, para aqueles que não sabem o que dizem, aquela velha máxima assenta muito bem: “palavras loucas, orelhas moucas!...”
Conto e contarei sempre convosco!... Um abraço.

O 2º Comandante
Sílvio Magalhães

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

" O temporal e o magnifico trabalho dos Bombeiros"

Afinal ainda há quem reconheça e agradeça o árduo trabalho dos bombeiros, bem haja!... Apenas um pequeno reparo neste agradecimento: Nós não somos bombeiros profissionais, somos bombeiros voluntários e portanto sem direito a qualquer remuneração pela prestação destes serviços. Pessoal assalariado, apenas temos os motoristas que garantem o serviço ambulatório,, mais nada. è bom que esta mensagem passe!....

«" O temporal e o magnifico trabalho dos Bombeiros" Bom dia! Queria contar o que se passou na sexta a noite quando eu(Sónia Lopes) e os pais fazíamos a viagem até Codeçoso, uma viagem que é feita de 15 em 15 dias (para a inveja de alguns lol é a brincar...). Como todos sabem estava um temporal que há muito não era visto, desde as Cerdeirinhas fomos encontrando alguns ramos de árvores na estrada e alguns caixotes do lixo e outros objectos a chuva era muita e o vento então estava do pior, ou seja, a viagem era feita com calma e muita prudência, mais do que é normal.Depois da ponte do galo a subir para os Padrões encontramos a estrada cortada por um pinheiro, foi o primeiro de muitos... Como alternativa fomos por um atalho que vai em direcção a Borralha mas saímos perto do Restaurante (GOMES) também nos Padrões. Quando pensamos que podíamos chegar a casa normalmente outro pinheiro na estrada enorme, ficamos presos ali não éramos os únicos claro, e quando surgiu uma nova alternativa que era ir pela Borralha e sair em Salto disseram-nos logo que também não era possível porque à saída da Borralha também estavam dois pinheiros que impediam a passagem!Foi então que o meu pai ligou para o comandante dos Bombeiros de Salto e que nos informou que já estavam equipas em direcção as estradas para tirarem os pinheiros. Depois de alguma espera chegou a GNR que como é normal também não passava e tiveram de vir a pé ate aos carros que estavam parados no parque do restaurante que referi éramos uns 8 a 10 carros, o agente fez o seu trabalho perguntado se estava tudo bem, quanto tempo estávamos ali e se não havia carros por baixo de nenhum pinheiro, e pelos vistos havia no primeiro pinheiro que entramos tinha por baixo um carro mas o motorista não teve nenhum ferimento.Os bombeiros chegaram e foi rápida a sua acção mas não percebíamos a demora deles quando nos apercebemos que são os Bombeiros de Montalegre, e nos dizem que há mais de 50 pinheiros na estrada e que vai ser muito difícil passar. E o porque de serem os bombeiros de Montalegre porque os de Salto já estavam todos no terreno. Com maquinas "retroescavadores" também iam ajudando a limpar a estrada, seguimos viagem ate Venda Nova quando reparamos que foram muitas as árvores caídas, mas a estrada estava transitável.Em Codeçoso o mesmo cenário, aí eram os Bombeiros de Salto que estavam a trabalhar, (e é aqui que entra o primeiro motivo do meu mail o trabalho de estes homens e amigos) chovia torrencialmente o vento era muito forte que era difícil uma pessoa manter-se de pé e não havia luz publica mas eles estiveram ali a trabalhar, sim já sei que algumas pessoas devem estar a pensar que é o trabalho deles e são pagos para isso, mas acho que vale a pena dar o devido valor a estas pessoas que o trabalho delas é ajudar os outros, no caso especifico limpando a estrada, os meus PARABÉNS a todos os Bombeiros de Salto e Montalegre pelo magnifico trabalho que fizeram.Soube no sábado que um bombeiro se tinha magoado, quando caiu numa ravina enquanto cortava um pinheiro com a mota-serra graças a um colega de trabalho que o consegui agarrar o acidente não teve danos piores, magoou-se na cara onde teve de levar alguns pontos.Trabalharam toda a noite de manha lá estavam eles mais uma vez a verificar se estava tudo limpo e se não era preciso mais nada.Foram muitas as árvores caídas com a luz do dia ia-se avaliando melhor os danos.O mesmo temporal fez-se sentir no sábado mas pelos menos não houve árvores caídas na estrada, pelo menos que eu tenha visto. Pronto fica por aqui o que queria contar. Não peço para publicarem o meu mail, mas se o quiserem fazer estão a vontade alguma duvida podem sempre me perguntar! O objectivo do mesmo é sem duvida o reconhecimento do valioso trabalho dos Bombeiros.Com os melhores cumprimentos. Sónia Lopes»
http://codecoso-vendanova.blogspot.com/

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

UM DOS PRIMEIROS GRUPOS DO NOSSO C.B.

Uma bela fotografia de um dos primeiros grupos do Quadro Activo do nosso C.B. , acompanhados pelo Comandante e com a Casa do Capitão, ainda "original", como pano de fundo. Magnífico.

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

terça-feira, 25 de novembro de 2008

RECRUTAMENTO - NOVOS BOMBEIROS


Campanha Nacional de Incentivo ao Voluntariado nos Bombeiros


O Ministério da Administração Interna, através da Autoridade Nacional de Protecção Civil, em colaboração com a Liga dos Bombeiros Portugueses, lançou no dia 21 de Abril, uma campanha, de âmbito nacional, destinada à sensibilização para o voluntariado nos bombeiros. Todos aqueles que queiram participar nesta causa nacional poderão encontrar folhetos informativos nos Comandos Distritais de Operações de Socorro, Corpos de Bombeiros, Juntas de Freguesia e Escolas. Esta campanha, divulgada ainda através de cartazes expostos por todo o país, é uma forma de sensibilizar a população activa, e sobretudo os mais jovens para o voluntariado nos bombeiros. Os Bombeiros Voluntários usufruem de direitos e regalias em diferentes áreas, designadamente: educação, através do reembolso de propinas e taxas de inscrição; Benefícios de isenção de pagamento no âmbito do Serviço Nacional de Saúde; Aumento do tempo de serviço para efeitos de aposentação, entre outros. Recorde-se que em Portugal continental existem 450 corpos de bombeiros, entre associativos, municipais, sapadores e privados, num total de mais de 40 mil bombeiros, com especialização proporcionada pela Escola Nacional de Bombeiros em mergulho, desencarceramento, salvamento em grande ângulo ou condução todo-o-tereno.
Autoridade Nacional de Protecção Civil

Vida por vida